O trigo

seara m

Georges Romey
Excertos adaptados

O trigo é um dom da Terra. Da Terra-Mãe. Todas as grandes Deusas-Mães contaram entre os seus atributos a coroa de espigas ou o feixe dourado. Ceres deu o seu nome à família dos cereais. Num texto que fala de um dos mais antigos arquétipos gravados na estrutura neuronal do homem, não se pode evitar a referência à mitologia. Continuar a ler

O dragão

dragão 2 m

Jean Chevalier; Alain Gheerbrant
Dicionário dos Símbolos
Lisboa, Ed. Teorema, 1994
Excertos adaptados

O dragão aparece-nos, sobretudo, como um guardião severo ou como um símbolo do mal ou das tendências demoníacas. Com efeito, ele é o guardião dos tesouros escondidos e, como tal, o adversário que deve ser vencido para se ter acesso aos mesmos. Continuar a ler

O peixe

peixes m

Jean Chevalier; Alain Gheerbrant
Dicionário dos Símbolos
Lisboa, Ed. Teorema, 1994
Excertos adaptados

O peixe é o símbolo do elemento Água, no qual ele vive. É também símbolo de vida e de fecundidade, em virtude da sua prodigiosa capacidade de reprodução e do número infinito dos seus ovos. Símbolo que pode, bem entendido, ser transferido para o plano espiritual. Continuar a ler

A árvore

árvore da vida p red

Jean Chevalier; Alain Gheerbrant
Dicionário dos Símbolos
Lisboa, Ed. Teorema, 1994
Excertos adaptados

Símbolo da vida, em perpétua evolução, em ascensão para o céu, a árvore evoca o simbolismo da verticalidade, pondo em comunicação os três níveis do Cosmos: o subterrâneo, com as suas raízes abrindo caminho nas profundezas onde penetram; a superfície da terra, com o tronco e os primeiros ramos; as alturas,  com os seus ramos superiores, atraídos pela luz do céu. Continuar a ler